© Projeto Dacnis 2014
Todos os direitos reservados

PRESERVAÇÃO PESQUISA EDUCAÇÃO
Home A Mata Projetos Serviços A Equipe Imagens Publicações Parceiros Contato

Desenvolvemos diversos projetos, alguns em conjunto com órgãos estaduais e federais, entre eles:


Estudos de História Natural na área do Projeto Dacnis. Visam aumentar o conhecimento sobre diferentes espécies que habitam a mata e as complexas relações entre os seres vivos. Esses dados são fundamentais para a elaboração de um plano de manejo e de estratégias de conservação, sejam elas restritas à área do Projeto Dacnis ou para a Mata Atlântica em geral. Alguns desses estudos já resultaram em artigos publicados na mídia científica.


Levantamento de fauna. Na área do Projeto Dacnis, a presença constante da equipe garante um monitoramento regular de fauna — mamíferos, aves, répteis, anfíbios — o ano todo, permitindo mapear seus movimentos, sazonalidades e a saúde da floresta. Os registros são feitos por fotografia e/ou gravação de vocalização, e também com o precioso auxílio de câmeras de trilha, que gravam imagens e vídeos 24 horas por dia, 7 dias por semana. Até o momento, a área abriga 24 espécies de mamíferos; 249 espécies de aves; 23 espécies de répteis; e 33 espécies de anfíbios. Também monitoramos a fauna de Ubatuba —
na Mata Atlântica, em seu entorno e na região urbana do município. Todos os registros estão sendo organizados em um grande acervo.


Início do Programa de mudas nativas no Projeto DacnisRecuperação de áreas deterioradas. Há algumas áreas na propriedade que sofreram desmatamento devido a atividades humanas ou incêndios antes
de o Projeto Dacnis incorporá-las. Estamos implementando um viveiro de mudas nativas
de espécies pioneiras
(à direita, na foto), com sementes colhidas do chão da floresta, para iniciar
a recuperação dessas áreas, atraindo aves para que ajudem na dispersão de sementes, assim acelerando
o processo de regeneração.


Educação ambiental. Ministramos palestras e passeios guiados para estudantes, já que respeito à natureza e consciência ecológica são qualidades que se adquirem mais facilmente na juventude.


Levantamento e monitoramento de fauna no Arquipélago dos Alcatrazes. Parceria técnica com o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, subordinado ao Ministério do Meio Ambiente), Estação Ecológica (ESEC) Tupinambás, São Sebastião, para a implantação do parque marinho federal. Temos SisBio para trabalhar com aves e herpetofauna em levantamentos e registros fotográficos.


PAN Insular (Plano de Ação Nacional) para o monitoramento das aves da Ilha da Queimada Grande. Parceria técnica com o ICMBio, ARIE (Área Relevante de Interesse Ecológico) Queimada Grande e Pequena, com o intuito de mapear as aves que servem de alimento para a jararaca-ilhoa. Temos Sisbio para trabalhar com aves e herpetofauna, fazendo pesquisas e registros fotográficos.


Conselho da ESEC Tupiniquins e Conselho da ARIE Queimada Grande e Queimada Pequena. Contribuímos na tomada de decisões para estabelecer políticas de conservação para as duas unidades.


Plano de Ação Nacional para Conservação da Herpetofauna Ameaçada da Mata Atlântica do Sudeste. Por meio do biólogo Edelcio Muscat, da equipe Dacnis, participamos do plano a fim de elaborar um planejamento estratégico e ações visando a conservação dessas espécies e seus ambientes.


Câmara Técnica de Ecoturismo do Parque Estadual da Serra do Mar (PESM), núcleo Picinguaba. Nela são discutidas ações visando o uso ecologicamente correto do núcleo e sua consequente preservação.


Conselho de Gestão do PESM, núcleo Picinguaba. Contribuição efetiva para a conservação da Mata Atlântica em Ubatuba.

PROJETOS E PARTICIPAÇÕES
Amaurolimnas concolor, saracura-lisa Psychotria nuda Rhinella ornata, cururuzinho Pecari tajacu, cateto, captado por uma câmera de trilha